UBER em Itapetininga.

O serviço de transporte privado por aplicativo chamado UBER, começou a operar em Itapetininga. O preço de uma viagem custa R$ 2, sendo que será cobrado mais R$ 1,10 por quilometro rodado e 20 centavos por minuto. O aplicativo norte-americano está presente em centenas de cidades do mundo e já funciona em mais de 50 municípios brasileiros. O cálculo é feito por um sistema eletrônico. Assim que a corrida é encerrada, o valor é informado ao usuário e é debitado automaticamente no cartão de crédito do cliente. O preço mínimo da corrida e a taxa de cancelamento será de R$ 5. Na cidade, o Uber também aceita pagamento em dinheiro. O motorista Adriano Monteiro de Souza, foi o primeiro a apostar no Uber em Itapetininga. Ele, que já foi moto-taxista, opera com o aplicativo desde a semana passada. “Entrei no site e resolvi me cadastrar e agora trabalho com o Uber nas minhas horas vagas de outros serviços”, conta. Ele afirma que muitos itapetininganos ainda desconhecem, “Muitos não sabem. Geralmente faço corrida para quem é de fora e está aqui em Itapetininga. Em outras cidades, o Uber é mais divulgado”, disse o motorista. Ele também acredita que o Uber deve acirrar ainda mais a concorrência entre táxi, moto-táxi e o ônibus que opera o transporte coletivo na cidade. “O itapetiningano vai ter mais opção e a concorrência vai ser boa para melhorar a qualidade do serviço”, diz Monteiro. Procurado pela reportagem, a assessoria de imprensa do Uber informou que Itapetininga está no perímetro de abrangência da cidade de Sorocaba, onde o aplicativo opera desde o final do ano passado. Usuários Para usufruir do serviço, o usuário precisa baixar o aplicativo, se cadastrar na plataforma, inserir o e-mail e dados do cartão de crédito. O pagamento das viagens é feito por cartão de crédito e também a dinheiro. Após a corrida, o passageiro recebe no próprio e-mail dados e o valor final da viagem. Motoristas que tenham interesse em fazer parte do serviço podem se cadastrar por meio do site da Uber. A empresa exige que o condutor tenha Carteira de Habilitação com Observação que Exerce Atividade Remunerada, documentos do carro quitados e sem multas e atestado de antecedentes criminais. (Fonte: Jorna Correio de Itapetininga)

REFIS 2017! Saiba o que fazer.

A Câmara de Itapetininga aprovou o projeto de Recuperação Fiscal (Refis), para quem tem débitos com a Prefeitura de Itapetininga poder parcelar os impostos atrasados. O prazo estabelecido para fazer parte do Refis 2017 será de 3 de julho até 11 de agosto. A previsão da prefeitura é arrecadar até R$ 2 milhões com o programa.

Quanto menor o prazo de parcelamento para quitar a dívida, maiores serão os descontos. O pagamento de uma só vez terá 90% de redução nos juros e na multa devida. No parcelamento em seis vezes, o desconto dos juros e da multa será de 60%. É possível dividir em até 36 parcelas com redução de juros e da multa em 40%. Para valores acima de R$100 mil, exclusivamente a pessoas jurídicas, o parcelamento poderá ser em até 60 parcelas, com acréscimo de 4% (quatro) ao ano a título de juros compensatórios. De acordo a prefeitura, devem ao município 7.543 empresas jurídicas que somam R$ 246 milhões.

O objetivo do Refis é promover a regularização de créditos municipais que tenha ocorrido até o dia 31 de dezembro de 2016.

Mais informações:

ATENDE FÁCIL – PAÇO MUNICIPAL Endereço: Praça dos Três Poderes, 1000 – Jardim Marabá Telefone: (15) 3376-9600 Horário de atendimento: das 9h às 17h

ATENDE FÁCIL – VILA RIO BRANCO Endereço: Av. Padre Antônio Brunetti, 501 A – Vila Rio Branco Telefone: (15) 3537-0242 Horário de atendimento: das 9h às 17h

A reforma trabalhista vai prejudicar você?

A reforma trabalhista retira direitos dos trabalhadores ou os prejudica de alguma forma? Sim, de várias formas. Ela mexe em mais de 200 artigos da CLT e retira vários direitos. Permite, por exemplo, a supressão de intervalo de descanso, o trabalho intermitente – que é aquele em que o trabalhador só recebe pelas horas que efetivamente trabalhar, sem remuneração de descanso e férias. É quase a institucionalização do bico, um trabalho bem precarizado.

Acordos coletivos

Um dos principais pontos da Reforma abre a possibilidade para que negociações entre trabalhadores e empresas se sobreponham à legislação trabalhista, o chamado “acordado sobre o legislado”. Poderão ser negociados à revelia da lei o parcelamento de férias, a jornada de trabalho, a redução de salário e o banco de horas. Por outro lado, as empresas não poderão discutir o fundo de garantia, o salário mínimo, o 13o e as férias proporcionais.

Para a jornada de trabalho, o texto prevê que empregador e trabalhador possam negociar a carga horária num limite de até 12 horas por dia e 48 horas por semana. A jornada de 12 horas, entretanto, só poderá ser realizada desde que seguida por 36 horas de descanso.

Já as férias poderão ser divididas em até três períodos, mas nenhum deles poderá ser menor que cinco dias corridos ou maior que 14 dias corridos. Além disso, para que não haja prejuízos aos empregados, fica proibido que as férias comecem dois dias antes de um feriado ou fim de semana. Hoje, a CLT prevê jornada máxima de 44 horas semanais e as férias podem ser divididas apenas em dois períodos, nenhum deles inferior a dez dias. Ainda sobre férias, o texto da Reforma passa a permitir que trabalhadores com mais de 50 anos dividam suas férias, o que atualmente é proibido.

Outro ponto sugerido no relatório é a determinação que, se o banco de horas do trabalhador não for compensado em no máximo seis meses, essas horas terão que ser pagas como extras, ou seja, com um adicional de 50%, como prevê a Constituição. O texto também atualiza a CLT, que previa um adicional de 20% para o pagamento das horas extras, para 50%, como está previsto na Constituição.

f4db7d_82a5c41b6bee4aefbcc1ad9afd898553-mv2Contrato por hora e home office

A versão final apresentada pelo deputado Rogério Marinho cria duas modalidades de contratação: o trabalho intermitente, por jornada ou hora de serviço, e o teletrabalho, que regulamenta o chamado home office, ou trabalho de casa.

Atualmente a legislação trabalhista não contempla o trabalho em casa e o texto apresentado hoje inclui o home office, estabelecendo regras para a sua prestação. Ele define, por exemplo, que o comparecimento às dependências do empregador para a realização de atividades específicas que exijam a presença do empregado não descaracteriza o regime de trabalho remoto.

Haverá a necessidade de um contrato individual de trabalho especificando as atividades que serão realizadas pelo empregado e esse documento deverá fixar a responsabilidade sobre aquisição, manutenção ou fornecimento dos equipamentos, além da infraestrutura necessária para o exercício de cada atividade. As despesas ficam por conta do empregador, que não poderão integrar a remuneração do empregado.
A outra modalidade de contratação criada, o trabalho intermitente, permite que o trabalhador seja pago somente pelas horas de serviço de fato prestadas. Neste caso, segundo a versão final do relatório, a empresa terá que avisar o trabalhador que precisará dos seus serviços com cinco dias de antecedência.

A modalidade, geralmente praticada por bares, restaurantes, eventos e casas noturnas, permite a contratação de funcionários sem horários fixos de trabalho. Atualmente a CLT prevê apenas a contratação parcial.

Horas extras

A CLT em vigor considera trabalho em regime de tempo parcial aquele cuja duração não passe de 25 horas semanais. Pela legislação atual, é proibida a realização de hora extra no regime parcial. O parecer do relator aumenta essa carga para 30 horas semanais, sem a possibilidade de horas suplementares por semana. Também passa a considerar trabalho em regime parcial aquele que não passa de 26 horas por semana, com a possibilidade de 6 horas extras semanais. As horas extras serão pagas com o acréscimo de 50% sobre o salário-hora normal. As horas extras poderão ser compensadas diretamente até a semana seguinte. Caso isso não aconteça, deverão ser pagas.

Para o regime normal de trabalho, o parecer mantém a previsão de, no máximo, duas horas extras diárias, mas estabelece que as regras poderão ser fixadas por “acordo individual, convenção coletiva ou acordo coletivo de trabalho”. Hoje, a CLT diz que isso só poderá ser estabelecido “mediante acordo escrito entre empregador e empregado, ou mediante contrato coletivo de trabalho”.nPela regra atual, a remuneração da hora extra deverá ser, pelo menos, 20% superior à da hora normal. O relator aumenta esse percentual para 50%.

Terceirização

Em março, o presidente Michel Temer sancionou uma lei que permite a terceirização para todas as atividades de uma empresa, mas o texto da Reforma Trabalhista propõe salvaguardas para o trabalhador terceirizado.

O parecer cria uma quarentena que impede que o empregador demita um trabalhador efetivo para recontratá-lo como terceirizado em menos de 18 meses.

Além disso, um trabalhador terceirizado deverá ter as mesmas condições de trabalho dos efetivos de uma mesma empresa. Essa equidade vale para itens como de ambulatório, alimentação, segurança, transporte, capacitação e qualidade de equipamentos.

Multa por não-contratados

Atualmente, o empregador que mantém trabalhadores sem registro está sujeito à multa de um salário-mínimo regional, por empregado, acrescido de igual valor em cada reincidência.

O texto original da Reforma, proposto pelo governo, determinava multa de R$ 6 mil por empregado não registrado, acrescido de igual valor em cada reincidência. No caso de microempresa ou empresa de pequeno porte, a multa será de R$ 1 mil. O texto prevê ainda que o empregador deverá manter registro dos respectivos trabalhadores sob pena de R$ 1 mil. O relator Rogério Marinho, porém. reduziu o valor da multa para R$ 3 mil para cada empregado não registrado nas grandes empresas e para R$ 800 para as micro e pequenas empresas.

Contribuição sindical

Atualmente, o pagamento da contribuição sindical é obrigatório e vale para empregados sindicalizados ou não. Uma vez ao ano, é descontado o equivalente a um dia de salário do trabalhador. Se a mudança for aprovada, a contribuição passará a ser opcional. Na prática, o fim da contribuição obrigatória enfraquece a discussão e pleitos coletivos por categoria de trabalhadores.

O Senado deve encerrar nesta semana os debates sobre a proposta de reforma trabalhista nas comissões. Depois dessa etapa, o projeto segue para a fase final que é a votação no plenário da Casa. Segundo o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), isso deve ocorrer até a primeira semana de julho.

 

Novo dispositivo promete coletar sangue de maneira simples e indolor

Há quem diga que tirar sangue é um procedimento simples e indolor, mas nem todo mundo concorda. O processo para coletar sangue tem sido o mesmo há décadas, mas um grupo de inventores promete mudar isso em breve.

TAP (Touch Activated Phlebotomy, ou Flebotomia Ativada pelo Toque) foi idealizado em 2014, chamou a atenção de investidores milionários e agora vem sendo apresentado em eventos de tecnologia de saúde, podendo chegar ao mercado em 2017.

interna_coletasangue

Para utilizá-lo, o profissional de saúde só precisa limpar a área, prender o TAP no braço do paciente e apertar um botão. 30 agulhas fininhas penetram as camadas mais superficiais da pele e começam a coletar o sangue, num procedimento que dura em média dois minutos.

O aparelho foi projetado para coletar 100 microlitros de sangue, a quantidade mais comum para exames feitos nos Estados Unidos. Os desenvolvedores garantem que o procedimento não causa nenhuma dor e ressaltam que milhões de norte-americanos deixam de fazer exames por causa do medo de agulhas, o que seria resolvido pelo TAP.

A empresa já realizou testes junto à US Food and Drug Administration, órgão do governo dos Estados Unidos responsável pelo controle de medicamentos e equipamentos médicos, e preveem que cada unidade vá custar cerca de 30 dólares. (Fonte redação Hypeness)

Fotos: Reprodução/7sbio

ABRE E FECHA NO FERIADO DE CORPOS CHRISTI

Nesta quinta-feira,15, é comemorado o feriado de Corpus Christi: festa religiosa da Igreja Católica que tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A coleta de lixo, Corpo de Bombeiros, Samu e Pronto Socorro vão funcionar normalmente. Órgãos públicos e postos de saúde fecharão na quinta e sexta. A feira livre acontece normalmente na quinta.