PREFEITURA ANUNCIA COMPRA DE MAMÓGRAFO COM VALOR ARRECADADO NA EXPOAGRO

A prefeita Simone Marquetto anunciou nesta terça-feira (17), que ao todo, foram arrecadados R$ 228.560,00 (duzentos e vinte e oito mil e quinhentos e sessenta reais), com o Leilão Solidário e com parte dos dois shows solidários, realizados na 48ª ExpoAgro de Itapetininga.

O Leilão Solidário arrecadou com a entrada de convidados: R$ 15.750,00 e com 24 itens, entre animais e objetos, foram arrecadados R$ 124.600,00, num total de R$ 140.350,00.

Com o primeiro show solidário, que foi no dia 6 de abril com a dupla Cléber e Cauan e Turma do Pagode, foi arrecadado R$ 39.600,00.

Com o segundo show solidário, que foi no dia 14 de abril com o cantor Michel Teló, foi arrecadado R$ 48.610,00.

O Leilão Solidário e os shows foram acompanhados por comissões de fiscalização da prefeitura.

Com esse valor, a prefeitura pretende comprar o “Mamógrafo Convencional” que faz a radiografia das mamas capaz de revelar a existência de sinais precoces do câncer de mama. Em Itapetininga, existem 632 pessoas aguardando o exame e pela primeira vez.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.

A prefeitura já fez a cotação do aparelho e nos próximos dias dará início ao processo de licitação. Caso o aparelho seja comprado com um valor inferior, o restante será investido na aquisição de poltronas que serão colocadas na ala de internação do Hospital “Dr. Léo Orsi Bernardes”.

A prefeitura informou que não teve qualquer investimento financeiro de sua parte na realização do evento.

ENFERMEIRA DE ITAPETININGA PALESTRA NO MAIOR CONGRESSO DE ENFERMAGEM DO BRASIL

A enfermeira Michelle do Carmo de Oliveira Jara participou do CONDEPE 2018, (Congresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem), Michelle que é enfermeira há 15 anos, com especialização em urgência e emergência, e licenciatura em educação em saúde, palestrou sobre o tema “Interface Pré-hospitalar e Intra-hospitalar: O paciente é um só”.

A enfermeira afirmou que “Foi uma grande emoção participar do CONDEPE 2018, é ver a valorização de 15 anos de estudo, trabalho e dedicação a enfermagem”. Michelle também possui a empresa “Salute Qualitá”, onde oferece cursos e palestras por todo o Brasil.

O QUE É A CONDEPE?

CONDEPECongresso de Desenvolvimento Profissional em Enfermagem reuni especialistas renomados, trazendo o que há de mais relevante para preparar os congressistas para os desafios e as perspectivas para o milênio.

Além de palestras na Plenária, oficinas práticas e diversificadas deram aos congressistas a oportunidade de interagir com os palestrantes e vivenciar desafios em trauma, interpretações de eletrocardiograma, emergências pediátricas, entre outros, que fazem parte da rotina clínica e hospitalar de um profissional de Enfermagem. Talk shows foram utilizados para compartilhar as melhores práticas do setor. Já a simulação de um desastre rodoviário criou um cenário real de procedimentos corretos a serem realizados diante desse tipo de ocorrência. Workshops também foram ministrados, abordando temas como Gestão e Qualidade, Formação em Enfermagem, Paciente Crítico, Empreendedorismo na Enfermagem, Práticas de Promoção à Saúde, Estética e Saúde, Saúde Pediátrica e Infantil, Saúde Pública, Terapia Nutricional em Enfermagem, entre outros. A CONDEPE 2018 foi realizada de entre os dias 03 e 04 de abril.

Adolescentes de Itapetininga devem se vacinar contra HPV e Meningite

Começou neste mês de março a Campanha de Mobilização para a vacinação do adolescente contra o HPV e Meningite em Itapetininga. Meninas de 09 a 14 anos, e meninos de 11 a 14 anos, deverão se vacinar contra o HPV. Já a vacina contra a meningite, será para meninos e meninas de 11 a 14 anos. As vacinas já estão disponíveis em todos os postos de saúde do município. Para receber as doses, o adolescente deverá levar sua carteira de vacinação.

HPV

O HPV é um vírus que se transmite no contato pele com pele, por isso pode ser considerado uma doença sexualmente transmissível. O vírus atinge a pele e as mucosas, podendo causar verrugas ou lesões percursoras de câncer, como o câncer de colo de útero, garganta ou ânus. O nome HPV é uma sigla inglesa para “Papiloma vírus humano” e cada tipo de HPV pode causar verrugas em diferentes partes do corpo.

Meningite

A Meningite é uma doença causada por uma bactéria chamada “Neisseria meningitides”, que possui diferentes sorogrupos. Esta doença provoca sintomas como febre, dor de cabeça, náusea, vômito ou sinais de inflamação das meninges, e quando não diagnosticada de forma precoce pode levar a morte ou deixar sequelas como surdez ou lesões cerebrais.

Postos de saúde em Itapetininga oferecem agendamento de consultas por aplicativo

A partir desta quarta-feira (7), começa a funcionar em Itapetininga o agendamento de consultas médicas pelo celular (WhatsApp), em 3 Unidades Básicas de Saúde: “Genefredo Monteiro”, no centro, “Dr. Tuyoshi Honma”, no Jardim Mesquita e “Dr. Cid de Mello Almada”, na Vila Rio Branco.

Cada unidade tem um número de WhatsApp e terá uma pessoa que irá fazer o agendamento pelo aplicativo, de segunda a sexta, das 7h às 17h. Os três bairros são os mais populosos e de maior demanda no município. A unidade do Jardim Mesquita faz, em média, 7.500 atendimentos ao mês. A da Vila Rio Branco, 6.200 e a do Centro, 5.500.

Segundo a secretária da Saúde, o agendamento via WhatsApp vai contribuir para que o atendimento se torne cada vez mais fácil para quem está em casa. “Pelo aplicativo, uma mãe, por exemplo, saberá em qual dia da semana, o filho passará por pediatra, já com horário marcado. A mesma situação é para quem precisa passar por um clínico geral”, disse a secretária.

A Prefeitura de Itapetininga afirmou que o serviço será ampliado para outros postos gradativamente. Também foi implantado um serviço de confirmação de consultas, uma telefonista irá ligar no dia anterior a consulta, para confirmar a ida do paciente, caso a pessoa não confirme, será chamada outra pessoa, a ideia segundo a prefeitura é evitar as faltas em consultas agendadas.

Veja o passo a passo informado pela Prefeitura:

28795981_1025709774249679_7478497897054518957_n

Mulher sente ‘cheiro’ de Parkinson e pode ajudar ciência em novo teste para doença

A escocesa Joy Milne, de 57 anos, faz parte de um grupo seleto da população com uma capacidade acima do normal de sentir e identificar cheiros. “Estou em algum lugar entre o cachorro e o ser humano. Tenho um olfato melhor que a maior parte dos seres humanos”, diz ela.

E esse olfato poderoso pode ajudar milhares de pessoas que têm ou terão mal de Parkinson – doença degenerativa que afeta o sistema nervoso central e que pode causar tremores em repouso, rigidez dos músculos, dificuldade em manter o equilíbrio e lentidão dos movimentos voluntários.

Joy é capaz de sentir o cheiro do Parkinson. O marido dela, Les, foi diagnosticado com a doença quando tinha 45 anos. Mas Joy percebeu que havia algo errado dez anos antes.

“Meu marido era médico e eu, enfermeira. Eu sentia um cheiro estranho quando ele estava por perto. E isso causava um pouco de atrito, porque eu dizia que ele não estava escovando os dentes, que não estava tomando banho… Ele começou a ficar bem chateado, então eu tinha que ficar calada”, conta.

Um dia, o casal foi a um encontro de pessoas com Parkinson e ela percebeu que outras pessoas tinham o mesmo cheiro que Les. “Meu nariz só pensou: Uau!”, lembra.

Les, foi diagnosticado com a doença quando tinha 45 anos. Pessoas com Parkinson podem vir a ter dificuldade para andar, falar e dormir. Não há exames médicos para detectar a doença precocemente. O diagnóstico é feito com base nos sintomas. Por isso, muitas vezes, o problema só é identificado quando o paciente já sofreu danos relevantes. Mas Joy percebeu que quem tem a doença, independentemente do estágio, tem um cheiro característico, em maior ou menor grau.

Experimentos

Ela relatou o cheiro que sentia em uma conferência sobre Parkinson. Experimentos conduzidos pelo professor Tilo Kunath, da Universidade de Edimburgo, na Escócia, comprovaram a habilidade de Joy.

A escocesa recebeu 12 camisetas para cheirar – seis tinham sido usadas por pacientes com Parkinson e outras seis, por voluntários que não tinham a doença.

Joy identificou corretamente as seis blusas de pacientes que tinham Parkinson, mas também sentiu o odor em uma camiseta que pertencia a uma pessoa do grupo de controle.

Três meses depois, ela foi informada que o dono da camiseta foi diagnosticado com a doença.

laboratorio

“Joy está ajudando pesquisadores a desenvolverem um exame capaz de detectar o Parkinson nos estágios iniciais”.

Joy foi, então, encaminhada para participar de uma pesquisa conduzida pela Universidade de Manchester, na Inglaterra, que busca isolar e identificar as moléculas que produzem o odor característico.

Os pesquisadores esperam que o olfato de Joy ajude a diagnosticar a doença nos primeiros estágios, e que tratamentos em desenvolvimento hoje sejam usados para frear o avanço da doença.

Mas o que é o cheiro de Parkinson?

“É um cheiro denso. Muito diferente. Pessoas com Parkinson, seus cuidadores e familiares vão te dizer que esse cheiro existe”, diz Joy.

“Eu senti esse cheiro de dez a 12 anos antes de Les ser diagnosticado. À medida que o Parkinson piorava, o cheiro ficava mais forte. Tornou-se parte dele. Mas eu, com a minha sensibilidade de olfato, sentia o tempo inteiro. Isso se tornou bem desconfortável, na verdade. Mas eu tinha a noção de que não podia reclamar demais.”

Les morreu aos 65 anos. Ele viveu com Parkinson por 20 anos. Não há cura para a doença. Antes de o marido partir, ela prometeu que usaria sua “habilidade” de sentir cheiros para tentar ajudar outras pessoas.

“É horrível ver o seu companheiro mudar dessa forma. Se conseguirmos criar um teste de diagnóstico, então não chegaremos às piores fases da doença. Porque, naquela fase de diagnóstico, de 60% a 70% do estrago neurológico já ocorreu”, diz Joy.

“Não vamos alcançar a cura agora. Mas frear (o avanço da doença) ou amenizar será uma grande conquista.”

 BBC – Elizabeth Quigley

Novo dispositivo promete coletar sangue de maneira simples e indolor

Há quem diga que tirar sangue é um procedimento simples e indolor, mas nem todo mundo concorda. O processo para coletar sangue tem sido o mesmo há décadas, mas um grupo de inventores promete mudar isso em breve.

TAP (Touch Activated Phlebotomy, ou Flebotomia Ativada pelo Toque) foi idealizado em 2014, chamou a atenção de investidores milionários e agora vem sendo apresentado em eventos de tecnologia de saúde, podendo chegar ao mercado em 2017.

interna_coletasangue

Para utilizá-lo, o profissional de saúde só precisa limpar a área, prender o TAP no braço do paciente e apertar um botão. 30 agulhas fininhas penetram as camadas mais superficiais da pele e começam a coletar o sangue, num procedimento que dura em média dois minutos.

O aparelho foi projetado para coletar 100 microlitros de sangue, a quantidade mais comum para exames feitos nos Estados Unidos. Os desenvolvedores garantem que o procedimento não causa nenhuma dor e ressaltam que milhões de norte-americanos deixam de fazer exames por causa do medo de agulhas, o que seria resolvido pelo TAP.

A empresa já realizou testes junto à US Food and Drug Administration, órgão do governo dos Estados Unidos responsável pelo controle de medicamentos e equipamentos médicos, e preveem que cada unidade vá custar cerca de 30 dólares. (Fonte redação Hypeness)

Fotos: Reprodução/7sbio

vacinação contra a gripe vai até dia 23

A campanha foi estendida pela Secretaria Estadual da Saúde até o dia 23 de junho, pois, grande parte dos municípios não atingiram a meta de 90% da população vacinada. Em Itapetininga, até o ultimo dia 12, foram contabilizadas 25.967 doses aplicadas, o que corresponde 82,50% dos grupos priorizados.

A Secretaria Estadual da Saúde acrescentou mais um grupo nesta campanha, as pessoas com 55 a 59 anos já podem se vacinar. A vacina é de graça e está indicada para crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 55 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão ir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica. Todas as unidades de saúde de Itapetininga estão abastecidas com a vacina.