Inscrições abertas para o transporte escolar nas escolas municipais e estaduais de Itapetininga

A Secretaria da Educação de Itapetininga divulgou o calendário para as inscrições do transporte escolar. Confira as datas e locais.

transporte escolar

FATEC Abre inscrições para isenção e redução da taxa

Desde a última quarta-feira, 7, estão abertas as inscrições para isenção total e redução de 50% na taxa de inscrição para o processo seletivo das Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de São Paulo para o segundo semestre de 2018. O período de inscrição vai até 5 de abril. No último dia, o prazo termina às 15 horas.

É possível pleitear os dois benefícios, desde que os candidatos atendam aos requisitos determinados para cada finalidade. Neste caso, é preciso fazer duas inscrições.

Os candidatos devem preencher o formulário específico, disponível no site http://www.vestibularfatec.com.br. Em seguida, é necessário selecionar o link “Envio de Documentos”, que está na seção “Documentos Comprobatórios”, para encaminhar os documentos relacionados abaixo, que devem ser digitalizados com o tamanho de até 500 kb, nas extensões pdf, png, jpg ou jpeg. O período de envio é de 7 de março até as 15 horas do dia 5 de abril.

As Fatecs vão disponibilizar computador e acesso à internet aos interessados em solicitar a isenção e redução da taxa do Vestibular. O candidato deve entrar em contato com a unidade para saber o horário de atendimento para esta finalidade.

A resposta à solicitação será divulgada no dia 8 de maio somente pela internet.

Requisitos para isenção

O candidato precisa ter concluído integralmente o Ensino Médio ou concluir em 2018 a Educação de Jovens e Adultos – EJA (supletivo) em escolas da rede pública (municipal, estadual ou federal) ou em instituição particular com concessão de bolsa de estudo integral. Pode também estar concluindo o curso no Centro Estadual de Jovens e Adultos (Ceeja). Além disso, é necessário ter renda familiar bruta mensal máxima de R$ 1.431 por pessoa. Se for independente, sua renda bruta máxima deverá ser nesse mesmo valor.

Documentos necessários: comprovante de escolaridade e de renda.

Candidatos desempregados, autônomos e aposentados devem seguir as instruções descritas na portaria, disponível no site.

Requisitos para redução da taxa

É preciso ser estudante regularmente matriculado no terceiro semestre da Educação de Jovens e Adultos – EJA (supletivo) ou em curso pré-vestibular ou em curso superior de graduação ou de pós-graduação. O interessado deve, também, ter uma remuneração mensal inferior a dois salários mínimos (R$ 1.908) ou estar desempregado.

Documentos necessários: comprovante de escolaridade e de renda.

Candidatos desempregados, autônomos e aposentados devem seguir as instruções descritas na portaria, disponível na internet.

Vestibular – 2º semestre de 2018

 A partir do resultado da solicitação da isenção/redução da taxa do Vestibular, no dia 8 de maio, o candidato que receber um dos benefícios deve fazer sua inscrição, exclusivamente pela internet, em um único curso de graduação na Fatec de sua escolha, até o dia 8 de junho. O Manual do Candidato estará disponível para download gratuito no site. O valor da taxa de inscrição para este processo seletivo é R$ 64,80.

Para conhecer o calendário do processo seletivo das Fatecs para o segundo semestre de 2018, acesse o site.

EDUCAÇÃO ABRE INSCRIÇÕES PARA PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO 2018

A Secretaria da Educação de Itapetininga abriu desde o dia 28 de fevereiro, inscrições para seleção e credenciamento de voluntários e estagiários para atuar no PIME.

Serão admitidos profissionais das áreas educacional, artística, culturais, musicalização, práticas corporais e esportivas, que apresentarem perfis compatíveis.

Poderão participar da inscrição, seleção e capacitação as pessoas que concluíram o ensino médio até a data presente de edital e como estagiário os estudantes regularmente matriculados em curso superior ou nível médio técnico.

Período das inscrições: 28 de fevereiro a 09 de março de 2018

Local: Secretaria Municipal de Educação, Rua Padre Albuquerque 940, Centro Itapetininga. Tel: (15) 3271-1646

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA EDUCAÇÃO INFANTIL NA REDE MUNICIPAL DE ITAPETININGA

O período de inscrições para a Educação Infantil da rede municipal de ensino de Itapetininga segue até a próxima sexta-feira (23) e podem ser feitas em todas as unidades escolares de educação infantil (creche / EMEI), das 8 às 17 horas.

A DIVULGAÇÃO DAS VAGAS E MATRÍCULA PARA OS ALUNOS ACONTEM DE 28 DE FEVEREIRO A 2 DE MARÇO.

Fique atento à documentação necessária:

  • – Certidão de Nascimento original
  • – Comprovante de Residência original
  • – Comprovante de trabalho da mãe ou responsável (se possuir)
  • – Comprovante de renda (se possuir)
  • – Se transferência, declaração da unidade escolar onde estiver matriculado,
  • – Certidão de nascimento de filhos menores de 14 anos

FONTE: (PMI)

Censo da Educação Superior no Brasil mostra proporção por gênero e raça

O Censo da Educação Superior, realizado anualmente pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as instituições de educação superior (IES), que ofertam cursos de graduação e sequencias de formação específica, além de seus alunos e docentes. Assim é possível visualizar que cursos, áreas e universidades têm maior proporção de alunos homens, mulheres, brancos, pretos, pardos, indígenas e amarelos. Confira:

 

 

tabela por genero por area

GÊNERO POR CURSO

tabela por genero

RAÇA POR INSTITUIÇÃO

tabela por raça nas principais inti

RAÇA POR CURSO

tabela por raçaFONTE: Inep/Nexo.

USP aprova cota de 50% para alunos de escola pública até 2021

O Conselho Universitário USP aprovou em reunião realizada nesta terça-feira (4) um sistema de cotas para alunos de escola pública. A reserva de vagas será escalonada a cada ano e, até 2021, metade dos ingressantes de cada curso e turno terão de vir da escola pública.
A reunião do Conselho teve início às 14h e foi encerrada perto das 20h30. Também foram definidas outras medidas, com destaque para a criação do curso de medicina em Bauru (a 329 km de São Paulo) e do curso de biotecnologia no campus da USP Leste já no vestibular de 2018.

A proposta de cotas da reitoria já tinha passado em várias outras instâncias, com parecer positivo. A definição de cotas para pretos, pardos e indígenas, no entanto, ficou de fora das novas regras. Caberá a cada unidade dispor de reserva específica para isso, sem que haja uma meta definida.

Quase 300 professores da USP chegaram a assinar um manifesto exigindo que a entidade aprovasse cotas raciais. Os professores consideram que a proposta é insuficiente. “As cotas somente para escolas públicas não bastam para garantir que a Universidade alcance a meta da composição étnico-racial da população”, dizia o abaixo-assinado.

Pela primeira vez na história a Faculdade de Medicina da USP terá vagas reservadas para negros. Das 125 vagas do curso, 50 estarão no Sisu. Dessas, 25 serão para alunos da rede pública e 15 para pretos, pardos e indígenas, também da rede pública. As outras 10 vagas no Sisu serão disputadas por ampla concorrência. Já o restante das vagas da unidade continuam com disputa pela Fuvest.
cotas2
A implementação de cotas representa um tabu histórico na USP, principal instituição pública de ensino superior do país. A universidade tem sofrido pressão ao longo do anos para garantir maior inclusão entre seus alunos.Neste ano, 37% dos ingressantes são oriundos de escolas públicas -percentual que não se repete em cursos tradicionais e concorridos, como medicina e engenharia. Ainda assim, o índice é baixo, considerando que mais de 80% dos alunos de ensino médio de São Paulo estão em unidades públicas.

O reitor Marco Antonio Zago havia prometido que, até 2018, a universidade garantiria 50% dos ingressantes da rede oficial. No entanto, a nova resolução estende o prazo.Para 2018, a meta é alcançar o mesmo percentual já registrado neste ano: 37%. Mas a grande diferença é que o texto prevê que esse nível de inclusão seja alcançado por todas as unidades -não por todos os cursos.

A partir de 2019, entretanto, a cota deverá ser alcançada por curso e turno. Essa reserva aumenta a cada ano: 40% em 2019, 45% em 2020 e, finalmente, 50% em 2021. “A reserva de vagas para egressos da escola pública será cumprida de forma escalonada, de maneira a permitir, ao mesmo tempo, que a Universidade e as Unidades aperfeiçoem o Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil”, cita a minuta da nova resolução de ingresso de alunos. A USP cria, ainda, uma comissão de acompanhamento da política de inclusão.

SISU

Desde 2007 a USP tem um sistema de bônus na nota para alunos de escola pública. O programa, chamado Inclusp, passou por várias modificações e, atualmente, esse perfil de estudante pode ter até 20% de incremento na nota. Se o estudante for PPI (preto, pardo ou indígena), a bonificação chega a 25%.

A aposta da atual gestão para aumentar a inclusão foi colocar parte das vagas da USP no Sisu (Sistema Unificado de Seleção), que usa a nota do Enem (Exame Nacional de Ensino Médio) como critério. O que criou duas portas de entrada para a universidade: Fuvest e Enem.
Coube às unidades definir quantas vagas seriam disponibilizadas no sistema e se haveria reserva de vagas para escola pública e PPI. No último vestibular, 21% da vagas (2.338 de um total de 11.072) foram para o Sisu. Metade delas, reservadas para a escola pública.
Haverá, em 2018, leve aumento de vagas no Sisu. De um total de 11.147 vagas, 2.681 (24%) estarão no Sisu. Dessas, 1.282 serão exclusivas para alunos de escola pública (12% do total) e 988 para PPI (9%).

Entretanto, com essa nova diretriz de reserva de vagas, o percentual mínimo de alunos de escola pública terá de ser alcançado no próximo ano. “A USP reservará, em cada ingresso nos cursos de graduação, conjuntamente considerados os dois processos de seleção (Concurso Vestibular e SISU), um percentual mínimo de suas vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas”, diz o texto.

Para chegar ao cálculo da taxa de inclusão, serão levados em conta o ingresso pelas duas portas, o Enem e Fuvest. Em 19 de junho, a universidade anunciou parceria com a Secretaria de Educação de São Paulo para incentivar alunos a se inscreverem na Fuvest. O projeto prevê simulados, curso on­-line e isenção de taxa de inscrição da Fuvest (de R$ 160) para alunos da rede com boa performance.
Ainda há baixa participação de estudantes de escola pública no vestibular da Fuvest. Em 2016, último ano com dados disponíveis, só 31% dos inscritos eram da rede.

A ausência de uma estratégia mais efetiva de inclusão deixou a USP isolada nos últimos anos. Desde 2012, as federais têm de obedecer a lei de cotas.O mesmo ocorria entre as estaduais paulista. A Unesp foi a primeira a definir metas fixas de reserva de vagas, em 2014. No vestibular deste ano, a instituição já atingiu mais de 50% dos estudantes de escolas públicas, sendo que, destes, 36,7% são de escolas pretos, pardos e indígenas. Este resultado já superou a meta estipulada para 2018. A instituição esperava no mínimo 45% de alunos de escola pública neste ano. (Folhapress)

UAB Itapetininga abre quatro graduações gratuitas

O Polo de Itapetininga da Universidade Aberta do Brasil (UAB) abriu quatro graduações a distância na cidade. De acordo com o edital, estarão abertos Engenharia de Computação, Engenharia de Produção, Matemática e Pedagogia. Desde segunda-feira, dia 12, os interessados já podem fazer as inscrições para o vestibular no endereço eletrônico vestibularunivesp.com.br.

O curso, que é gratuito, contará com atividades desenvolvidas a distância, por meio do ambiente virtual. A inscrição é de R$ 48, com isenção de 50% para quem se autodeclarar preto, pardo ou índio, assim como para aqueles que cursaram o último ano do ensino médio em escola pública.  As provas serão realizadas no dia 23 de julho e a divulgação dos resultados está prevista para 8 de agosto.

Cada turma terá 50 alunos, o que totalizará 200 vagas. Os cursos serão promovidos pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). Os encontros presenciais serão às segundas-feiras à noite para Pedagogia; terças-feiras à noite para Licenciatura em Matemática; quartas-feiras à noite para Engenharia de Computação e quintas-feiras à noite para Engenharia de Produção. (Fonte: PMI)